breathe

by pdrpinho

Eu? Eu aprendi a achar graça no cotidiano.  Aprendi a estender a mão e tocar os galhos dos arbustos enquanto passo por eles. Entendi que nem tudo precisa ser monótono. Aquele nascer do sol foi feito pra mim, o gosto daquele sonho de chocolate não foi por acaso. É confortável viver assim. Consigo sorrir sem ter ninguém por perto. Não me sinto sozinho. Encontro a beleza em cada canto, em cada ponteiro do relógio e em cada monótono despertar.